Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
29 de outubro de 2019, 11h55

Fernanda Melchionna diz que Bolsonaro acena para ditadura sanguinária da Arábia Saudita

Antes do encontro com o príncipe saudita, Bolsonaro causou polêmica ao destilar misoginia contra jornalistas

Na Arábia Saudita, Jair Bolsonaro fala com a imprensa (Foto: José Dias/PR)

A deputada federal Fernanda Melchionna (PSOL-RS) denunciou nas redes sociais nesta terça-feira (29) que, ao se aproximar do príncipe da Arábia Saudita Mohammed bin Salman, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) está acenando a uma “ditadura sanguinária” e listou as diversas problemáticas do país.

“Um dos países + intolerantes do mundo e + perigosos para jornalistas; pratica um apartheid de gênero e mulheres são submetidas a um ‘tutor’ masculino p/ viajar e estudar ; desrespeita direitos humanos”, escreveu a deputada.

Com essa publicação, a deputada confronta a fala de Bolsonaro em outras ocasiões dizendo que “não se alinharia com ditaduras”. O reino saudita, no entanto, é caracterizado como uma ditadura fundamentalista adepta do wahhabismo, vertente ultraconservadora do Islã.

Ainda, o príncipe saudita Mohammed bin Salman coleciona diversas polêmicas e crises diplomáticas. Além do recente embate econômico com o Irã, Salman é apontado pela agência de inteligência norte-americana (CIA) e pela ONU como mandante do assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, do Washington Post, dentro do consulado saudita na Turquia no ano passado.

Misoginia

Antes do encontro com o príncipe saudita, Bolsonaro deu um show de misoginia contra mulheres jornalistas. Nesta terça-feira (29), o presidente foi questionado por uma repórter sobre qual seria a sua pauta com Salman. Como resposta, Bolsonaro disse: “Todo mundo gostaria de passar a tarde com um príncipe. Principalmente vocês, mulheres, né?”.

O assédio do presidente a jornalistas não se bastou a esse comentário. Assim que chegou em Riad, na segunda (28), Bolsonaro decidiu comentar o visual das profissionais, que estão vestindo véus e abaias, uma espécie de túnica que esconde as formas do corpo para obedecer a regras de “decência” e “respeito” da sharia, a lei islâmica.

“Que maravilha. Vocês estão mais bonitas assim, sabiam?”, disse o presidente ao se aproximar dos jornalistas para uma breve entrevista antes de entrar no hotel.

O presidente prosseguiu, enquanto uma jornalista perguntava sobre as expectativas de negócios para o Brasil na Arábia Saudita. “Quando a beleza é muito grande, ofusca os olhos da gente. Assim vocês ficam mais bonitas”, disse.

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum