Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
01 de julho de 2019, 14h31

Filho de Mourão deixa assessoria da presidência do Banco do Brasil, mas mantém salário de R$ 36 mil

Após promoção relâmpago para o cargo, cinco dias depois que o pai assumiu a vice-presidência, Antônio Hamilton será agora gerente executivo de comunicação e marketing do banco. Em abril, Bolsonaro exonerou o diretor da área ao vetar comercial marcado pela diversidade

Mourão e o filho, Antônio Hamilton (Foto: Reprodução)

Alçado ao cargo de assessor especial da Presidência do Banco do Brasil – onde ingressou por concurso público há 19 anos – em promoção relâmpago cinco dias após o pai, general Hamilton Mourão assumir a vice-presidência da República, Antônio Hamilton Rossell Mourão vai deixar o posto para assumir a gerência executiva de Marketing e Comunicação do BB.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Segundo informações de Lauro Jardim, no site do jornal O Globo nesta segunda-feira (1º), o salário, de mais de R$ 36 mil será mantido.

No cargo, Antônio Hamilton deve ser responsável pelo orçamente e a política de comunicação do BB. Em abril, Jair Bolsonaro vetou a divulgação de um vídeo publicitário e exonerou o diretor de Comunicação e Marketing do banco, Delano Valentim.

A campanha publicitária, marcada pela diversidade, trazia atores e atrizes negros e jovens tatuados usando anéis e cabelos compridos. O objetivo era atingir a juventude.

“Meritocracia”
Após a repercussão negativa de sua promoção à assessor da Presidência do Banco do Brasil, Antônio Hamilto pensou em desistir do cargo, mas foi desencorajado pelo pai.

“Obviamente que ele não está acostumado com isso, ficou chateado, pensou em não aceitar, em renunciar, por causa da repercussão. Eu disse pra ele: ‘Não, meu filho, isso aí é mérito seu e acabou, pô’”, disse o general em entrevista.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum