Fórumcast, o podcast da Fórum
08 de agosto de 2019, 18h25

Funcionários dos Correios filiados a partidos de esquerda são alvos de “denúncia”

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação recebeu “denúncia” através do gabinete da deputada bolsonarista Bia Kicis (PSL), que nega qualquer intenção de perseguir funcionários de esquerda da empresa

Foto: Reprodução

A Fórum recebeu uma denúncia de que o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) estava promovendo perseguição política a funcionários dos Correios. O MCTIC analisou um levantamento, no qual constam nomes de servidores da empresa, que exercem cargos comissionados, filiados a partidos políticos de oposição. Essa lista foi enviada ao ministério pela deputada Bia Kicis (PSL-DF), do partido de Jair Bolsonaro.

A denúncia fez com que parlamentares da bancada do PT na Câmara dos Deputados protocolassem nesta quinta-feira (8) representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) para investigar e punir atos de perseguição política e ideológica nos Correios.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Em contato com a Fórum, a deputada se justificou e disse que não tem “nenhum interesse nessa história”. Ela alega que recebeu uma “denúncia” de um funcionário dos Correios e que não conhecia o teor do e-mail que foi endereçado ao seu gabinete.

“Isso foi uma denúncia encaminhada para o meu gabinete, de um servidor dos Correios. Minha chefe de gabinete encaminhou para o Ministério da Ciência e Tecnologia, pasta a qual são ligados os Correios. Essa é a nossa praxe. Qualquer denúncia que chegar aqui, a gente encaminha para o órgão competente, porque aqui não é delegacia de polícia, a gente não tem poder investigativo”, justificou.

“Eu nem tomo conhecimento do conteúdo de qualquer denúncia. A determinação que passei para meu gabinete é encaminhar. A gente não vai deixar nada arquivado, porque, no meio de milhares de denúncias que chegam, pode ter coisa séria. A gente não faz essa avaliação. Fiquei sabendo dessa história, pois eu não sabia, desconhecia esse assunto. A resposta é essa. Não tenho nenhum interesse nessa história e não sei nem o nome da pessoa que encaminhou esse e-mail para cá”, a acrescentou.

MCTIC e Correios

A Fórum também procurou o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para colher um posicionamento oficial. Via assessoria de imprensa, o MCTIC enviou um comunicado lacônico por e-mail:

“O MCTIC informa que encaminhou a referida denúncia aos Correios de forma protocolar por se tratar de assunto para a empresa, que é vinculada ao MCTIC.

Por sua vez, os Correios informaram, em nota não menos lacônica, que “há normativo interno que disciplina o processo de designação de função nos Correios, observando critérios de meritocracia e experiência profissional, que são valores defendidos pela empresa. Aspectos relacionados a filiações político-partidárias não são objeto de apreciação para fins de designação ou de destituição de função”.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum