Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de setembro de 2019, 12h33

Globo escala “especialista” para analisar “look patriótico” de Michelle Bolsonaro

Vestido amarelo da primeira-dama foi classificado como "flagdress", tendência que foi seguida por Joice Hasselmann e por Luciano Hang, o véio da Havan, no desfile de 7 de Setembro

Michelle Bolsonaro, Luciano Hang e Joice Hasselmann (Reprodução/Twitter)

O jornal O Globo, da família Marinho, consultou “especialistas” na manhã deste sábado (7) para comentarem sobre o look patriótico da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que foi ao desfile de 7 de setembro, em Brasília, de vestido amarelo.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“É amplamente utilizado por primeiras-damas ou personalidades políticas, sobretudo em solenidades. A escolha do amarelo por Michelle Bolsonaro tem a ver com as mensagens que o casal busca sugerir em suas aparições públicas”, disse ao jornal a estilista Marie Lafayette, que criou o vestido usado por Michelle no dia da posse, classificando a roupa da primeira-dama como “flagdress”.

Michelle Bolsonaro teve seguidores no “estilo”. Luciano Hang, o “véio da Havan”, compareceu à cerimônia com seu já tradicional terno verde e amarelo. Já a líder de Bolsonaro no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) disse no Twitter que não ficou “chateada” com o “look” igual ao da primeira-dama.

“Quem disse que mulher fica chateada quando chega num evento e tem alguém com a mesma roupa? Eu e Michele Bolsonaro chegamos assim no desfile de 7 de setembro. Resultado… caímos na risada e ainda brincamos: será que foi liquidação? 😂 Aqui com nosso amigo
@lucianohang e Laurinha”, tuitou Joice.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum