Governo Bolsonaro pede explicações ao Youtube por remoção do canal Terça Livre, de Allan dos Santos

Informação foi divulgada pelo assessor da presidência, Filipe Martins, que afirmou que remoção do canal bolsonarista pela empresa privada causa danos à democracia, "gerando distorções no debate público"

O governo Jair Bolsonaro (sem partido) “demandou, e aguarda, explicações” do Youtube sobre a remoção da plataforma do canal Terça Livre, que pertence a Allan dos Santos, investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) como um dos principais comandantes da milícia virtual que propaga discurso de ódio e fake news pró-Bolsonaro nas redes sociais.

Notícias relacionadas

A informação foi divulgada nesta segunda-feira (8) pelo assessor especial para assuntos internacionais de Bolsonaro, o olavista Filipe Martins.

Em publicação no Twitter, Martins afirma que a remoção do canal bolsonarista pela empresa privada causa danos à democracia, “gerando distorções no debate público”.

“Ao banir o Terça Livre do YouTube, o Google não causa danos apenas aos proprietários e telespectadores do canal, mas também à democracia brasileira, gerando distorções no debate público e violando garantias constitucionais. O Governo demandou, e aguarda, explicações da empresa”, diz o tuíte.

Em comentário, um apoiador que se denomina Capitão Eduardo e se classifica como militar sugere o bloqueio da plataforma no país, aos moldes do que acontece atualmente em Myanmar, quando os militares deram um golpe de estado.

“Ao banir o canal Terça Livre do Jornalista e Amigo, Allan dos Santos, o YouTube censurou uma voz e mostrou um sinal de um precedente perigoso que vem ganhando forma. É preciso conter este Monstro. Nem que venhamos a aplicar Multas, a essas empresas privadas ou plataformas. Ou possamos usar o embasamento da lei para puni-las e bloqueá-las”, diz.

https://twitter.com/Capeb_eduardo/status/1358527265106239491

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR