Governo Bolsonaro quebra recorde e libera mais 57 agrotóxicos; total só este ano chega a 382

Para ambientalistas, a aceleração do ritmo de aprovações é uma forma de o governo colocar em prática itens do “Pacote do Veneno”

O governo de Jair Bolsonaro, por meio do Ministério da Agricultura, comandado por Tereza Cristina (DEM-MS), conhecida como “Musa do Veneno”, anunciou o registro de mais 57 agrotóxicos, chegando a um total de 382, somente em 2019.

Trata-se do nível mais alto de registros da série histórica, que começou em 2005.

De acordo com o governo, o objetivo da aprovação de produtos genéricos é aumentar a concorrência no mercado e diminuir o preço dos defensivos, o que faz cair o custo de produção.

Com o novo anúncio, os registros de agrotóxicos em 2019 seguem na frente de anos anteriores. No mesmo período de 2018, até então o maior nível de liberação, ocorreram 314 registros.

Na avaliação de ambientalistas, a aceleração do ritmo de aprovações é uma forma de o governo Bolsonaro colocar em prática itens do polêmico projeto de lei 6.299/02, que ficou conhecido como “Pacote do Veneno”, ainda em discussão na Câmara dos Deputados.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR