Fórumcast, o podcast da Fórum
01 de outubro de 2019, 11h05

Governo Bolsonaro vai gastar R$ 54 milhões para implementar escolas militares

Oficialmente, o programa prevê a adesão voluntária, mas o presidente já declarou que o modelo tem de ser imposto, apesar da oposição das instituições

Foto: Polícia Militar do DF

O Ministério da Educação (MEC) de Jair Bolsonaro vai gastar, somente em 2020, R$ 54 milhões para viabilizar o projeto piloto das escolas militares em 54 instituições de ensino. Cada unidade receberá R$ 1 milhão para arcar com infraestrutura e pagamento de pessoal.

Até o momento, 15 estados e o Distrito Federal aderiram ao projeto. Na região Sudeste, a mais rica do país, apenas Minas Gerais manifestou interesse.

O formato prevê a atuação de equipe de militares da reserva na administração das escolas chamadas de cívico-militares pelo MEC. Nessas instituições os estudantes serão obrigados a usar fardas e seguir as regras definidas por militares.

Imposição

No Nordeste, somente o Ceará se disse interessado. Todos os estados do Norte, Cento-Oeste e Sul aderiram ao projeto do governo Bolsonaro.

O objetivo é que cada estado do país tenha duas escolas para receber o programa. Oficialmente, a iniciativa prevê a adesão voluntária. No entanto, Bolsonaro já declarou que o modelo tem de ser imposto, apesar da oposição das instituições.

Com informações da Folha de S.Paulo


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum