#Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de outubro de 2019, 18h42

Grupo ligado a Luciano Bivar articula suspensão de Eduardo Bolsonaro do PSL

“Nós agora temos uma missão: salvar o Brasil dos filhos do presidente. Eles vão afundar o governo do pai deles e o país junto”, declarou Júnior Bozzella, deputado próximo ao comandante do partido

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O próximo capítulo da “guerra” interna no PSL pode ser mais um duro golpe em Jair Bolsonaro na queda de braço com ex-aliados. Um grupo de deputados ligados a Luciano Bivar, presidente do partido, apresentará neste domingo (20) uma requisição solicitando a suspensão de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Além disso, a ideia é que o filho do presidente seja levado ao comitê de ética da agremiação, de acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

Na avaliação do deputado Júnior Bozzella (PSL-SP), um dos mais próximos de Bivar, a direção executiva do PSL acatará a sugestão.

“Nós agora temos uma missão: salvar o Brasil dos filhos do presidente. Eles vão afundar o governo do pai deles e o país junto”, declarou Bozzella.

“Passou dos limites”

De acordo com o deputado, Eduardo “passou de todos os limites”, em uma referência à tentativa de derrubar Delegado Waldir (PSL-GO) da liderança do partido na Câmara, além de atacar a própria sigla e seus dirigentes em redes sociais.

“O país está parado há três semanas por causa dos problemas que eles criam. Eduardo quer ser tudo. E não consegue ser nada. É quase embaixador, quase líder, está dando palpite na liderança do partido enquanto o assessor dele está com problema de rachadinhas de salários de funcionários”, disparou Bozzella.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum