Heil, Hitler: Eduardo e Carlos Bolsonaro praticam tiro em clube com referências neonazista

Clube 88 Tactical, dos EUA, tem Nome, logotipo e até um café servido com as iniciais SS, em referência velada à SchutzStaffel, organização paramilitar ligada ao partido nazista de Adolph Hitler

Nome, logotipo e até um café servido com as iniciais SS, em referência velada à SchutzStaffel, organização paramilitar ligada ao partido nazista de Adolph Hitler.

O clube de tiros 88 Tactical – o numeral faz referência à saudação “Heil, Hitler”, em alteração das letras HH, oitava letra do alfabeto -, com sede em Omaha, estado de Nebraska, nos EUA, abrigou e deu treinamento aos filhos Eduardo e Carlos, de Jair Bolsonaro.

Segundo informações da Agência Pública, Eduardo é amigo de Tony Eduardo de Lima e Silva Hoerhann, instrutor do clube, que tem uma casa de tiro, a .38, em Santa Catarina, que foi homenageada e é frequentada por Carlos – onde teria se dado o fadado encontro com Adélio Bispo.

Segundo a reportagem, o 88 Tactical enfrenta denúncias de associação ao nazismo desde 2012. Em 2016, o presidente do clube, Shea Degan, disse que o 88 se refere ao código do estado de Nebraska para “situação segura”.

No entanto, ele não explicou o logo, de uma águia com as asas abertas, cópia quase idêntica ao símbolo do Reich nazista, que é ostentada em camiseta usada por Eduardo Bolsonaro em foto publicada no Twitter.

O clube ainda oferece o café Black Riffle Coffe, marca fundada por ex-militares que se tornou popular entre apoiadores de Donald Trump.

Pelo Instagram, o clube 88 divulga ainda o café SS, que segundo a empresa é abreviação de Silencer Smooth (silenciador suave) e não uma referência à milícia armada hitleriana.

Leia a reportagem na íntegra na Agência Pública

Publicidade
Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.