“Hoje é dia de alegria”, diz Bolsonaro na despedida de Mandetta e posse de Nelson Teich

Em cerimônia de posse de Nelson Teich, Bolsonaro disse que demitiu Mandetta por ter uma visão diferente e sinalizou que vai flexibilizar o isolamento. " É um risco que eu corro, isso vem para o meu colo"

“Hoje é dia de alegria”, com essa frase Jair Bolsonaro abriu seu discurso na cerimônia de despedida de Luiz Henrique Mandetta e posso de Nelson Teich no Ministério da Saúde na manhã desta sexta-feira (17) no Palácio do Planalto.

“Hoje é dia de alegria, nos vamos unir agradecimento e cumprimentos”, disse Bolsonaro.

O presidente agradeceu Mandetta e fez uma analogia com o futebol para explicar a troca.

“Um time, de vez em quando, alguns jogadores são substituídos, por vezes por cansaço, por vezes para que a gente possa modificar o placar. Não houve demérito”, afirmou.

Logo depois, Bolsonaro disse que a demissão se deu porque Mandetta tinha uma visão diferente da dele.

“A visão minha é diferente do ministro que está focado no seu ministério. Tem que ser mais mais ampla e os riscos são maiores. A visão do Mandetta é muito boa, da saúde, da vida”.

Bolsonaro disse ainda que corre mais riscos, ao sinalizar a flexibilização do isolamento social, que era defendido por Mandetta para achatar a curva de propagação do coronavírus para evitar um colapso no sistema de saúde.

“Minha visão é que devemos abrir empregos. O efeito de combate ao coronavírus não pode ser mais danoso que o próprio remédio. Essa briga de começar abrir para o comércio é um risco que eu corro, porque se agravar vem para o meu colo”.

Teich
Em recado indireto ao novo ministro, Bolsonaro disse para Nelson Teich juntar “eu e o Mandetta” e dividir por dois para encontrar a solução, deixando claro sua posição pelo fim do isolamento social.

“Nós não queremos vencer a pandemia e chamar o doutor Paulo Guedes para solucionar as consequências de um povo sem salário, sem dinheiro e sem perspectivas em função de uma economia que está sofrendo sérios reveses”, disse Bolsonaro.

Antes, cumprimentou Teich pela “coragem” e disse que torce pelo sucesso. “Todos nós, em especial ao Mandetta, torcemos por seu sucesso. O seu sucesso poupa vidas, pessoas de seus empregos – deixo bem claro aqui que é economista”.


Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.