Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de outubro de 2019, 19h21

Internautas “descomemoram” um ano da eleição de Bolsonaro com tag #1AnodeDesgraca

Promessas descumpridas e escândalos do governo foram a marca da tag #1AnodeDesgraca que mobilizou parlamentares, ativistas, jornalistas e movimentos sociais

Foto: Rafael Carvalho/Governo de Transição

Em meio às comemorações de aliados do presidente Jair Bolsonaro por um ano da vitória eleitoral do ex-capitão na disputa à presidência contra Fernando Haddad, parlamentares, ativistas e jornalistas foram as redes nesta segunda-feira (28) lembrar os feitos negativos promovidos por Bolsonaro desde que chegou ao Planalto.

O senador Randolfe Rodrigues, líder da oposição no Senado, listou dez pontos no que chamou do “aniversário da incompetência”. “Aniversário da incompetência: Destruição da aposentadoria; Direitos cerceados; Nepotismo; Laranjal; Meio Ambiente em Chamas; Óleo no Nordeste; Ataque às universidades; Fake News; Ministros incompententes; Vergonha mundial toda semana; #1AnodeDesgraca”, postou.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) lembrou ainda da promessa de redução do preço do botijão de gás, que saltou para R$ 100 reais, e da suavização de regras de segurança do trabalho. “Após prometer gás por R$ 30, Bolsonaro autoriza aumento e chega a R$ 100”, publicou a entidade. “Só lembrando as mais recentes… Bolsonaro muda regras de segurança do trabalho para beneficiar patrão”, disse em outro tuíte.

O editorial publicado pelo Estado de S. Paulo em outubro do ano passado, quando dizia ser “uma escolha muito difícil” optar entre Bolsonaro e Haddad também fez parte das recordações compartilhadas. A jornalista Rosana Hermann republicou um tuíte com o texto. “Muito boa essa tag #1AnodeDesgraca”, disse Hermann.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum