Fórumcast #19
14 de agosto de 2019, 07h26

Investimento de 6,5% do orçamento previsto para segurança revela mais uma falácia de Bolsonaro

Dos R$ 1,7 bilhão previstos para este ano, somente R$ 113,8 milhões foram investidos por Bolsonaro. Maior investimento em segurança da história se deu no governo Lula, em 2007, com a execução de R$ 1,8 bilhão - 82% da dotação orçamentária daquele ano.

Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)

O discurso de priorização da segurança pública, repetido à exaustão desde a campanha presidencial, não passa de mais uma falácia, dentre as tantas, propagadas por Jair Bolsonaro. Reportagem de Rogério Pagnan, na edição desta quarta-feira (14) na Folha de S.Paulo, revela que passados 8 meses de governo, Bolsonaro só investiu 6,5% dos recursos previstos para 2019 do Fundo Nacional de Segurança Pública.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

A verba, estimada em R$ 1,7 bilhão para este ano, fica sob a guarda do “superministro” da Justiça, Sergio Moro, e é a principal fonte de repasse de verbas a projetos e ações na área de segurança e prevenção à violência.

De acordo com dados da execução orçamentária do Ministério do Planejamento, até esta terça-feira (13), apenas R$ 113,8 milhões dos R$ 1,7 bilhão foram investidos.

Considerando os recursos empenhados, aqueles reservados para pagamentos planejados (que podem ser cancelados), o montante chega a R$ 232,7 milhões —ou 13% da dotação orçamentária atual.

Veja também:  Moro nega acesso a documentos vazados para Bolsonaro sobre investigação de laranjas do PSL

O maior investimento se deu em 2007, também no governo Lula, quando o ministro da Justiça era Tarso Genro. Naquele ano, foram investidos mais de R$ 1,8 bilhão —82% da dotação orçamentária daquele ano.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum