Juiz impõe multa de R$ 2 milhões se ruralistas fizerem churrasco para Bolsonaro com 2 mil pessoas

Oficialmente, Bolsonaro viaja para Presidente Prudente, no interior de SP, para formalizar o credenciamento do Hospital do Câncer ao SUS. Mas, já prevê motociata, além da churrascada no Recinto de Exposição da cidade

O juiz Darci Lopes Beraldo, da Comarca de Presidente Prudente, proibiu que ruralistas promovam um churrasco para 2 mil pessoas em recepção a Jair Bolsonaro (Sem partido), que estará na cidade do interior paulista no próximo sábado (31).

“Evento desta magnitude, para 2000 pessoas, somente poderia se inserir na categoria dos chamados ‘eventos testes’ anunciados pelo Governo de São Paulo, para eventos e locais previamente determinados, seguindo, na forma anunciada, rigoroso protocolo de segurança, com vacinação completa, testagem, monitoramento pós-evento, etc. Mostra-se o evento questionado pelo Ministério Público, então, ilegal”, escreveu o juiz, que fixou multa de R$ 2 milhões, caso os ruralistas insistam na ideia de promover o evento.

Oficialmente, Bolsonaro viaja para a cidade para formalizar o credenciamento do Hospital Regional do Câncer junto ao Sistema Único de Saúde (SUS).

No entanto, o presidente já anunciou que pretende promover uma motociata, além de participar do churrasco promovido pelos ruralistas.

O evento com o presidente da República estava previsto para ocorrer no Recinto de Exposições Jacob Tosello, localizado na Rodovia Raposo Tavares.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR