Juiz obriga Bolsonaro a usar máscara contra coronavírus em eventos públicos

Segundo a decisão, Bolsonaro terá que pagar multa de R$ 2 mil caso seja flagrado sem máscara em eventos públicos em Brasília

O juiz Renato Coelho Borelli, da 9ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, determinou que Jair Bolsonaro e todos os funcionários públicos do Palácio do Planalto sejam obrigados a usar máscaras de proteção contra o coronavírus.

Segundo a decisão, proferida na manhã desta terça-feira (23), Bolsonaro terá que pagar multa de R$ 2 mil caso seja flagrado sem máscara em eventos públicos em Brasília.

A decisão também estipula multa de até R$ 20 mil caso funcionários do governo se aglomerem sem a máscara.

“Ressalto que, como autoridade máxima do Poder Executivo, o Presidente da República deve zelar por todas as normas vigentes no país”, escreveu Borelli. “Há inúmeras imagens do réu, Jair Messias Bolsonaro, transitando por Brasília sem utilizar a máscara de proteção individual, expondo outras pessoas à propagação de enfermidade”, completou.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.