Fórumcast, o podcast da Fórum
06 de setembro de 2019, 09h41

Kim Kataguiri diz que “boiada” defende o “patrimonialismo de Bolsonaro” e é atacado por bolsominions

Deputado federal e líder do MBL, Kim criticou a indicação do "petista" Augusto Aras para a Procuradoria-Geral da República

Bolsonaro e Kim Kataguiri (Montagem)

Provando do próprio veneno de ódio que ajudou a espalhar pelo Brasil, o líder do Movimento Brasil Livre (MBL), Kim Kataguiri (DEM-SP) está sendo atacado mais uma vez nas redes sociais nesta sexta-feira (6) após tuitar que a “boiada está defendendo o patrimonialismo do presidente”, ao criticar a indicação do “petista” Augusto Aras para a Procuradoria-Geral da República.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Para a boiada que está defendendo o patrimonialismo do presidente: não combatem o centrão? Pois peçam para o PGR petista de Bolsonaro denunciar todos os corruptos. Vamos pressionar? Eu ajudo”, tuitou Kim.

Em meio a uma guerra com o Bolsonaro e o filho, Eduardo, o líder do movimento que incitou o golpe contra Dilma Rousseff foi atacado por bolsominions pela publicação.

“Que contraditório japinha. Vc mesmo disse que tem “gente boa” na esquerda. Tô achando que FHC te inspira: “esqueçam o que escrevi”. Folclórico mas no seu caso verdadeiro”, tuitou o perfil DraMonica65.

Paulo Henrique Araújo se sentiu ofendido. “Pronto, agora quem não concorda contigo é boiada. Você já foi mais articulado molecote”, tuitou.

“Você viu o que aconteceu com o Lobão? Ficou com mais de 500k seguidores, porém perdeu o apoio de quem lhe dava alcance, que são as grandes contas da direita”, ameaçou Diego Garcia.

Veja mais repercussões


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum