Médicos bolsonaristas perdem processo contra a Globo e tomam pito de juíza

"Causa espanto que ainda haja profissionais da saúde dispostos a se valer de informações falsas em detrimento da saúde de seus pacientes", afirmou a juíza na ação em que a associação Médicos pela Vida pedia direito de resposta ao Fantástico

A associação Médicos pela Vida, grupo de profissionais de saúde que se reuniu para municiar o gabinete paralelo ao ministério da Saúde no governo Jair Bolsonaro, perdeu um processo em que pedia “direito de resposta” à Globo por uma reportagem veiculada no Fantástico em março deste ano que condenava o chamado “tratamento precoce”.

Notícias relacionadas

A reportagem apresentada por Tadeu Schmidt e Poliana Abritta mostrava evidências e dados científicos contra o uso de cloroquina no tratamento da Covid-19.

Os médicos bolsonaristas, que haviam publicado um manifesto em favor da “autonomia médica” para receitar o medicamento dias atrás, se sentiram ofendicos, mesmo se a associação não ser citada em nenhum momento pela reportagem.

Segundo Gabriel Vaquer e Li Lacerda, no portal Uol nesta sexta-feira (15) no portal Uol, na sentença, a juíza Daniela Dejuste de Paula, da 29ª Vara Cível de São Paulo, ainda criticou a postura dos profissionais de saúde que fazem parte da associação.

“Causa espanto, no mínimo, que uma entidade como a autora, que deveria concentrar esforços no sentido de defender a saúde, entendida em sentido amplo, atue de maneira temerária em favor de interesses escusos, contrários à coletividade e à própria finalidade. Causa espanto que ainda haja profissionais da saúde dispostos a se valer de informações falsas em detrimento da saúde de seus pacientes”.

Na decisão, a juíza ainda condenou a associação “ao pagamento de custas e de despesas processuais, além de honorários advocatícios que fixo em 10% do valor da causa”. A indenização pedida pelos médicos bolsonaristas era de R$ 10 mil.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR