Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de setembro de 2019, 06h24

Mesmo humilhado, Moro mantém aprovação no Datafolha e desafia Bolsonaro

Popularidade está sendo usada por Moro para se segurar no cargo, diante dos ataques constantes de Bolsonaro, que já vê o ex-juiz como adversário na disputa presidencial de 2022

Bolsonaro e Moro assistem a jogo do Flamengo no estádio Mané Garrincha (Reprodução/Twitter)

Disposto a enfrentar a humilhação que vem sendo submetido calado, o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, ganhou um novo álibi para manter-se ao cargo, desafiando Jair Bolsonaro com seus alto índice de aprovação que, segundo o Datafolha, supera em 25 pontos a popularidade do chefe.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Segundo levantamento divulgado nesta quinta-feira (5), entre os que afirmam conhecer Moro, 54% avaliam sua gestão à frente do Ministério da Justiça e Segurança Pública como ótima ou boa. Outros 24% a consideram regular, e 20%, ruim ou péssima — 2% não responderam.

Na mesma pesquisa, Bolsonaro registrou uma queda vertiginosa no índice de reprovação, sendo considerado ruim ou péssimo por 38% dos entrevistados. Apenas 29% ainda aprovam o governo dele e 30% consideram regular.

Adversário nas eleições
A popularidade está sendo usada por Moro para se segurar no cargo, diante dos ataques constantes de Bolsonaro, que já vê o ex-juiz como adversário na disputa presidencial de 2022.

O processo de fritura de Moro se intensificou após bate-boca com o chefe no final de julho, após o ministro fazer um périplo pelo Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a revisão sobre a decisão de Dias Toffoli, presidente da Corte, de restringir a atuação do então Coaf – atual Unidade de Inteligência Financeira (UIF) – a pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), atingindo em cheio o caso Queiroz.

Moro decidiu, então, aguardar a demissão calado, esperando que o desgaste por sua saída seja creditado ainda mais na parca popularidade de Bolsonaro. Na cúpula da Polícia Federal, alçada pelo ex-juiz, o palpite já é que Moro deveria deixar a pasta diante de tamanha humilhação que vem sofrendo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum