Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de agosto de 2019, 10h07

Ministro da Educação ameaça processar a Wikipédia

Weintraub enviou e-mail a um dos administradores da enciclopédia colaborativa em tom de ameaça e dizendo que pode adotar “medidas judiciais cabíveis”

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Além de ser um dos principais responsáveis pelo desmanche na educação pública brasileira, Abraham Weintraub resolveu agora atacar também a Wikipédia. O ministro da Educação ameaçou ingressar na Justiça contra a enciclopédia colaborativa.

No início de julho, Weintraub já havia pedido aos responsáveis pela Wikipédia que retirassem o verbete com seu nome. Como não foi atendido, pois a página segue no ar, com restrição para edições, o ministro decidiu apelar.

O Facebook silenciou a Fórum. Censura? Clique aqui e nos ajude a lutar contra isso

O MEC enviou um e-mail para Rodrigo Padula, um dos administradores Wikipédia. Ele solicita que a página seja liberada para a edição, para que ele possa “exercer o seu direito à ampla defesa e ao contraditório”.

“A página contém informações equivocadas, que podem contribuir para interpretações dúbias, principalmente no que diz respeito à imagem sobre ‘contingenciamento’ e as informações sobre a vida pessoal do ministro”, diz um trecho do e-mail.

“Sendo assim, o Ministério da Educação aguarda um posicionamento sobre o pedido, dentro do prazo de 5 dias do recebimento deste, sendo o seu silencio tomado como recusa em atender ao presente pleito, ensejando a adoção das medidas judiciais cabíveis”, finaliza.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum