Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
25 de agosto de 2019, 11h46

Ministro da Educação pede “ferro neste Macron” em rede social

Alvo de Jair Bolsonaro - e da milícia digital que o defende -, o presidente francês segue sendo atacado por apoiadores e membros do governo brasileiro

Weintraub discute com indígena em Santarém, no Pará (Reprodução/Youtube)

Alvo de Jair Bolsonaro – e da milícia digital que o defende -, o presidente francês Emmanuel Macron segue sendo atacado por apoiadores e membros do governo brasileiro. Neste domingo (25) foi a vez do ministro da Educação, Abraham Weintraub, ir às redes sociais para pedir “ferro neste Macron”.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“O Brasil também já elegeu governantes que chamavam facínoras como o Kadafi de irmão, acolhia terroristas e criticava injustamente democracias. Itália, EUA, Israel foram inúmeras vezes ofendidos. Lembrem que já fomos um anão diplomático. Ferro neste Macron, não no povo francês”, tuitou Weintraub.

O ministro fez coro ao presidente, que neste sábado (24) comentou uma publicação machista – comparando Michelle Bolsonaro a Brigitte Macron, mulher do presidente francês – para atacar Macron.

Futuro diplomata brasileiro nos Estados Unidos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também foi às redes insultar o presidente francês, compartilhando vídeo de youtuber que chamava Macron de “idiota”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum