Ministro de Bolsonaro anuncia serviço militar obrigatório para mulheres em resposta à youtuber mirim

Anúncio do "grande projeto da Defesa" foi feito à youtuber Esther Castilho, de 10 anos, levada por Bolsonaro à reunião ministerial

Bolsonaro e o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, com a youtuber Esther Castilho (Reprodução)

Em resposta à youtuber mirim Esther Castilho, que foi levada por Jair Bolsonaro à reunião de ministros nesta terça-feira (8), o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, anunciou que o governo pretende incluir as mulheres no serviço militar obrigatório.

“O grande projeto da Defesa é o serviço militar obrigatório para mulheres”, responde o ministro ao ser indagado pela garota se “o Brasil está bem defendido”, sob aplausos entusiasmados de Bolsonaro.

A participação da criança, que já havia “entrevistado” Bolsonaro em 2019, foi transmitida ao vivo nas redes sociais do presidente.

Ao apresentar a garota, de 10 anos, Bolsonaro afirmou que gostaria que as jornalistas fossem iguais a ela. “É uma menina que tem uma capacidade enorme de conversar, interagir. Gostaria que as repórteres do Brasil fossem iguais a ela”.

Este post foi modificado pela última vez em 8 set 2020 - 12:14 12:14

Plinio Teodoro: Plínio Teodoro Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.