Ministro francês ironiza cancelamento de reunião com Bolsonaro: “emergência capilar”

Mesmo sem encontrar o presidente brasileiro, Le Drian classificou como positiva sua visita ao Brasil

Após ser criticado pelo presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, por se reunir com organizações não governamentais (ONGs), o ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, afirmou que é do interesse da França “falar com o Brasil, com todos os brasileiros”. 

O francês também ironizou o que chamou de “emergência capilar” do presidente brasileiro. Na segunda-feira passada (29), Bolsonaro cancelou uma reunião com Le Drian e, na mesma tarde, apareceu em uma transmissão ao vivo nas redes sociais cortando o cabelo.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Ao ser questionado pelo Journal du Dimanchese se o cancelamento da reunião não seria uma humilhação, Le Drian afirmou: “Todo mundo conhece as restrições próprias das agendas dos chefes de Estado. Ao que parece, houve uma emergência capilar. Essa é uma preocupação que é estranha para mim”.

Le Drian classificou como positiva sua visita ao Brasil. A presença do ministro no país tinha o objetivo fortalecer as relações bilaterais, a defesa dos interesses da França e a preparação das questões climáticas da COP25. 

“Eu tive conversas com minha contraparte, com a sociedade civil brasileira, particularmente com ONGs, mas também com a sociedade civil econômica. Eu também falei com os governadores de vários estados. É do interesse da França falar no Brasil, para todo o Brasil”, disse ao jornal.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.