Moro bajula Bolsonaro com foto de abraço: “Nova semana, novos motivos para sorrir”

Humilhado e relegado do posto de "superministro" para cumprir um papel coadjuvante na pretensão de conter a rejeição a Jair Bolsonaro, Sergio Moro não se cansa de bajular o chefe

Humilhado e relegado do posto de “superministro” para cumprir um papel coadjuvante na pretensão de conter a rejeição a Jair Bolsonaro, Sergio Moro não se cansa de bajular o chefe. Após postar foto vestido de soldado no Twitter, Moro foi ao Instagram na noite deste domingo (1º) e publicou uma imagem de um abraço em Bolsonaro, provocando seus fãs a comentarem.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Nova semana, novas oportunidades, novas conquistas, novos motivos para sorrir! Boa noite a todos. ????. TT: @SF_Moro / @JusticaGovBR Deixe seu comentário nessa publicação”, tuitou o perfil oficial do ex-juiz.

Fritura e humilhação
Humilhado e em processo de fritura em óleo quente por Jair Bolsonaro, o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, decidiu aguardar a demissão calado, para que o ato desgaste ainda mais o capitão que o comanda – e que quer tirá-lo a todo custo das eleições 2022.

O silêncio de Moro veio depois de uma reunião tensa com Bolsonaro no final de julho, após o ministro fazer um périplo pelo Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a revisão sobre a decisão de Dias Toffoli, presidente da Corte, de restringir a atuação do então Coaf – atual Unidade de Inteligência Financeira (UIF) – a pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), atingindo em cheio o caso Queiroz.

“Se o senhor não pode ajudar, por favor, não atrapalhe!”, teria dito Bolsonaro, de forma nada cortês, a Moro, de acordo com a narrativa de Jailton Carvalho, na edição deste sábado do jornal O Globo.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.