Mourão confirma negociata de Bolsonaro com o Centrão: “Não adianta querer tapar o sol com a peneira”

"O que a turma está dizendo? 'Agora, ele está fazendo isso para escapar do impeachment, é para escapar do processo'. Não. Não é dessa forma que ele está vendo", disse Mourão

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB), confirmou que Jair Bolsonaro está comandando um balcão de negócios no Planalto para negociar cargos com políticos de centrão em troca de formar uma base aliada no Congresso Nacional – o que pode travar um possível processo de impeachment do presidente.

“Eu não posso te dizer os detalhes. Se é fisiológico ou programático. Nós temos que buscar a melhor coalizão, que é a programática. Lógico que, nisso aí, cargos e emendas fazem parte da negociação entre Executivo e Legislativo”, disse Mourão, ressaltando que “não adianta querer tapar o sol com a peneira”, segundo o jornal O Globo.

O vice-presidente afirmou, no entanto, que Bolsonaro não vê isso como forma de escapar de um processo de impeachment.

“O que a turma está dizendo? ‘Agora, ele está fazendo isso para escapar do impeachment, é para escapar do processo’. Não. Não é dessa forma que ele está vendo. Ele já chegou à conclusão de que ele tem que atrair esses partidos”.

Segundo Mourão, o governo precisa de uma coalizão de centro-direita com pelo menos 300 parlamentares, “independente da conotação pejorativa de centrão”.

“Tem que ir em cada um desses partidos, principalmente aqueles de centro, independente da conotação pejorativa de centrão, e trazer para o campo da direita, de centro-direita. Uma coalização de centro-direita”.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.