Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de março de 2020, 07h01

Na linha de frente da campanha eleitoral em 2018, ricos reprovam Bolsonaro ante ao coronavírus, diz Datafolha

Mais da metade dos entrevistados com renda superior a dez salários mínimos reprovam as ações de Jair Bolsonaro. Tributação dos super-ricos geraria R$ 272 bi para minimizar efeitos da crise aprofundada pela Covid-19

A família e a empregada. Foto: Redes Sociais/Autor Desconhecido

Um recorte da pesquisa Datafolha publicada nesta terça-feira (24) pela Folha de S.Paulo revela que 51% dos entrevistados com renda superior a dez salários mínimos reprovam as ações de Jair Bolsonaro frente à pandemia do coronavírus.

A rejeição de Bolsonaro diante da Covid-19 é grande também entre os eleitores que têm ensino superior. Segundo o levantamento, 46% consideram que Bolsonaro faz um trabalho ruim ou péssimo para enfrentar a pandemia.

A participação no ato do dia 15 de Março foi extremamente criticada por essa parcela. Nesse recorte, 80% afirmaram que o presidente agiu mal ao cumprimentar apoiadores. O índice foi de 63% entre eleitores com ensino fundamental completo.

Entre eleitores com ensino superior, 68% disseram rejeitar a afirmação de Bolsonaro de que a pandemia é marcada por uma “histeria”. Nos segmentos que têm apenas o ensino fundamental ou o ensino médio, esse percentual foi de 50%.

Taxação
Em seu blog no portal Uol, o jornalista Leonardo Sakamoto publicou reportagem que diz que a tributação dos super-ricos pode gerar uma arrecadação de R$ 272 bilhões para serem usados contra a crise econômica, que será aprofundada pela crise de saúde pública produzida pelo coronavírus.

As contas foram feitas pela Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco), a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip), os Auditores Fiscais pela Democracia (AFD) e o Instituto Justiça Fiscal (IJF). Eles divulgaram um documento, nesta terça (23), com 14 propostas para serem implementadas a fim de amenizar os impactos econômicos da Covid-19 no país.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum