Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de janeiro de 2020, 11h21

Na volta das férias, Bolsonaro ataca jornalistas: “Raça em extinção”

Bolsonaro disse ainda que cancelou as assinaturas de jornais do Planalto e não lê mais as publicações "porque envenena a gente"

Bolsonaro (Foto: Allan Santos/PR)

No primeiro dia útil de 2020, Jair Bolsonaro deu continuidade à velha tática de atacar jornalistas para se defender de reportagens. Em declaração em frente ao Palácio da Alvorada, na manhã desta segunda-feira (6), o alvo foi o portal Uol, do grupo Folha, que em reportagem disse que Jair Bolsonaro utilizou verba pública do PP, que antecedeu o fundo partidário, em 2014.

“O UOL falou: Bolsonaro falou para não votar em candidatos que usem o fundão, mas ele usou em 2014. O fundão é de 2017. É de uma imbecilidade. Não vou dizer todo mundo aqui, para não ser processado pela ANJ [Associação Nacional de Jornais] e não sei o quê, mas é de uma imbecilidade. Não sabe nem mentir mais”, disse.

Bolsonaro, então, fez questão de generalizar, afirmando que vai “botar os jornalistas do Brasil vinculados ao Ibama”.

“Quem não lê jornal não está informado. E quem lê está desinformado. Tem de mudar isso. Vocês são uma espécie em extinção. Eu acho que vou botar os jornalistas do Brasil vinculados ao Ibama [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente]. Vocês são uma raça em extinção”.

O presidente ainda disse que cancelou as assinaturas de jornais do Planalto e não lê mais as publicações “porque envenena a gente”.

“Porque envenena a gente ler jornal. Chega envenenado. Hoje, a Folha fez um comunicado, apelando ali para assinar, que a Folha sabe exatamente do corte entre a mentira e a verdade. Verdade, sabe exatamente o corte, só que usa a mentira. Essa é a imprensa brasileira, que eu não quero isso para a imprensa”, disse, referindo-se à campanha publicitária de assinaturas do jornal.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum