quarta-feira, 23 set 2020
Publicidade

Nos EUA, Eduardo Bolsonaro paga US$ 1 mil em almoço e foge pela cozinha para escapar da imprensa

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), que deve ser o próximo embaixador brasileiro em Washington, nos Estados Unidos, esteve na última semana em viagem à capital norte-americana.

De prático a viagem não trouxe nada para o Brasil. No entanto, o filho do presidente tentou uma selfie com Donald Trump e gastou US$ 1 mil, o equivalente a R$ 4.150,00, em um almoço.

De acordo com reportagem da Folha de São Paulo, das 33 horas em que passou em Washington, a comitiva de Eduardo ficou duas na Casa Branca, em conversas com integrantes do Conselho de Segurança Nacional dos EUA e à espera do encontro com Trump.

Passeios

O restante do tempo, Eduardo, seus auxiliares e Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores, passearam e almoçaram em uma sala reservada de um dos restaurantes à beira do canal que leva ao rio Potomac.

Ao final, saíram pela porta da cozinha, nos fundos, com o objetivo de despistar os jornalistas. Conforme um dos funcionários do local, Eduardo afirmou que era “filho do presidente do Brasil” para justificar o uso da saída alternativa.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.