Fórumcast, o podcast da Fórum
12 de setembro de 2019, 14h39

“Nós tiramos Dilma do governo”, diz Ernesto Araújo em palestra nos Estados Unidos

Em palestra nos EUA, ministro de Relações Exteriores, que é funcionário de carreira do Itamaraty desde 1991, diz que fez parte do golpe que depôs Dilma Rousseff da Presidência em 2016

Ernesto Araújo (Reprodução)

Em palestra na Fundação Heritage, que reúne conservadores estadunidenses, o ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou que fez parte do golpe que tirou Dilma Rousseff (PT) da Presidência em 2016.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Posso dizer que nós conseguimos remover Dilma do governo”, disse Araújo, que é funcionário do Itamaraty desde 1991, na abertura de sua palestra, realizada nesta quarta-feira (11), em Washington.

O vídeo foi divulgado pelo deputado Paulo Pimenta (PT-RS) no Twitter. “O funcionário público e chanceler @ernestofaraujo não teve pudor de se declarar (com orgulho!) – a uma plateia de estrangeiros – que foi parte da conspiração que derrubou o governo do seu próprio país, eleito pelo voto”, declarou Pimenta.

Araújo afirmou ainda que “justiça social” foi usada como pretexto para implantação de uma “ditadura” globalista, vinculada à esquerda, e que agora se quer fazer o mesmo sob o tema das mudanças climáticas.

“Justiça social é apenas um pretexto para a ditadura”, disse Araújo na palestra que, segundo a fundação, apresentou a “nova estratégia internacional brasileira e o plano do Presidente Jair Bolsonaro para colocar o país rumo a prosperidade, segurança, e dignidade para todos os brasileiros”, além do novo “diálogo estratégico” entre Brasil e EUA.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum