Fórumcast, o podcast da Fórum
04 de setembro de 2019, 06h30

Olavo de Carvalho ataca Dom Cláudio Hummes e fala que encontro de Bolsonaro com Edir Macedo foi decente

Principal líder católico brasileiro, Dom Cláudio Hummes é considera um dos símbolos da resistência à Ditadura militar

Olavo de Carvalho e Dom Cláudio Hummes (Montagem)

Comandante da milícia bolsonarista nas redes sociais, o guru Olavo de Carvalho estipulou um novo alvo na madrugada desta quarta-feira (4): o cardeal brasileiro Dom Cláudio Hummes.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Pelo Twitter, Olavo afirmou que o encontro de Jair Bolsonaro com o bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, que já foi denunciado pelo Ministério Público Federal por estelionato, foi “muito mais decente que a do D. Claudio Hummes em conchavos do comunoglobalistas”.

Principal líder católico brasileiro, Dom Cláudio Hummes é considera um dos símbolos da resistência à Ditadura militar. Em 1979, quando os militares determinaram a intervenção no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, após declaração de greve, Dom Cláudio abriu as portas da igreja matriz de São Bernardo do Campo para que os trabalhadores pudessem se reunir.

Macedo
Bolsonaro foi “ungido” por Edir Macedo em um culto no Templo de Salomão, no Brás, em São Paulo, neste domingo (1). O presidente se ajoelhou diante do altar e de costas para os fiéis e Macedo disse que Deus escolheu Bolsonaro para liderar 210 milhões de brasileiros. Colocou as mãos sobre a cabeça do presidente e fez a unção.

“Uso de toda a autoridade que me foi concedida por Deus para abençoar este homem, para lhe dar sabedoria, para que este país seja transformado, que faça um novo Brasil”. Após o término, o presidente deixou o culto para fazer uma visita pela igreja.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum