No rastro do óleo do Nordeste
16 de setembro de 2019, 09h07

Olavo de Carvalho diz que corrupção não é problema e incita onda de processos contra jornalistas

Guru admite manipulação de movimentos para golpe em Dilma Rousseff e derrubada do "Foro de São Paulo" da presidência e conclama formação de "militância organizada" para defender Bolsonaro: "Se um jornalista tiver 20 ou 30 processos para se defender, ele tá lascado"

Bolsonaro e o "filósofo" Olavo de Carvalho (Arquivo)

Guru do governo Jair Bolsonaro, o astrólogo Olavo de Carvalho foi às redes neste domingo (15) incitar a criação de uma “militância bolsonarista organizada” para entrar com uma onda de processos contra jornalistas que, segundo ele, são os grandes inimigos do Brasil.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“A classe jornalística é o grande inimigo do Brasil, porque ela está identificada com o Foro de SP, trabalha para o Foro de SP”, disse Olavo no vídeo, ressaltando que “o problema do Brasil não é a corrupção. É o foro de São Paulo. É o poder esquerdista”.

“[Bolsonaro] Xinga os caras [jornalistas), mas não faz nada contra eles, porque ele não tem respaldo, não tem uma militância organizada trabalhando para ele. Se tivesse, por exemplo, nós já teríamos uma equipe de 100 advogados fiscalizando o que esses jornalistas fazem e processando um por um. Mentiu contra o governo, processo em cima de você. É a maneira mais simples de lidar com isso”, afirma.

Incitando a perseguição a jornalistas, Olavo diz que o processo judicial “é uma arma para você amarrar a mão do seu inimigo, não é para meter na cadeia. Se um jornalista tiver 20 ou 30 processos para se defender, ele tá lascado”, afirmou, citando como exemplo o repórter Caco Barcellos, da TV Globo, um dos mais premiados jornalistas investigativos do Brasil.

“Se tivesse, por exemplo, processado o Caco Barcellos quando ele inventou aquela mentira contra o Exército, centenas de jornalistas teria ficado inibidos em seguir o exemplo dele. Algum milico processou? Não, não processou porque não tem ideia de como as coisas funcionam”.

Dilma
No início do vídeo, Olavo ainda diz que o tema “corrupção” foi usado para manipular os movimentos para “entregar a cabeça” da ex-presidenta Dilma Rousseff (PT).

“Na época do impeachment da Dilma nós tínhamos 3 milhões de pessoas nas ruas, todas voltadas contra o PT e aí só que faltava era uma liderança firme capaz de utilizar essa imensa força para derrubar o establishment corrupto. O pessoal não teve coragem de fazer isso, ao contrário foram lá trocar tudo pela cabeça da Dilma. Foram lá para a classe política e disseram: nós poupamos todos vocês se nos entregarem a Dilma. Quem fez isso foi o pessoal do MBL”, disse o guru, atacando os antigos aliados.

Olavo criticou a CPI da Lava Toga e saiu na defesa de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), que é criticado por bolsonaristas por articulas a derrubada da comissão depois que foi beneficiado por decisão do presidente do STF, Dias Toffoli, para frear as investigações do caso Queiroz.

“Esse negócio da CPI da Lava Toga é uma bobagem sem comum. Porque o Flávio Bolsonaro não apoiou a CPI da Lava Toga ele virou um bandido, um criminoso. Existe uma elite política corrupta. Mas quem cricou essa campanha internacional contra o JB. Foi a elite política corrupta? Não, meu querido, foram os petistas e psolistas. Sobretudo jornalistas”, diz Olavo.

Assista ao vídeo


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum