Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de setembro de 2019, 16h43

Paulo Guedes demite Marcos Cintra, secretário defensor da nova CPMF

O ministro da Economia afirmou ainda que a reforma tributária do governo só será divulgada depois do aval dele e de Bolsonaro

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou nesta quarta-feira (11) a exoneração do titular da Secretaria da Receita Federal do Brasil, Marcos Cintra. Ele era um dos defensores da nova CPMF – chamada de ITF -, que fez o governo ser alvo de ataques de aliados e fragilizar ainda mais sua base. Guedes ainda disse, em nota, que a reforma tributária ainda não foi finalizada e que ela passará pelo crivo dele e do presidente Jair Bolsonaro.

Durante as eleições, o então candidato Jair Bolsonaro havia declarado que a CPMF não retornaria e que as notícias publicadas pela mídia que indicavam isso eram pura mentira. Cerca de um ano depois, o Imposto sobre Tributação Financeira (ITF) expôs uma contradição e um estelionato eleitoral, segundo opositores.

Nesta quarta-feira, após grande repercussão, foi anunciada a demissão de Marcos Cintra, um dos principais defensores da inclusão da alíquota na Reforma Tributária de Guedes. Desde 1980, Cintra é visto como um dos maiores defensores dessa tributação, e acreditava que ela deveria retornar.

Em nota, Guedes, que já chegou a afirmar ser possível adotar uma nova CPMF, disse que “a proposta [da Reforma Tributária] somente será divulgada depois do aval do ministro Paulo Guedes e do presidente da República, Jair Bolsonaro”.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum