Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de setembro de 2019, 09h12

Perseguidos por Weintraub, professores da UFF fazem vaquinha para pagar salários de terceirizados

Nesta quarta-feira, Weintraub divulgou um vídeo em seu Twitter ao lado do deputado federal Carlos Jordy (PSL) afirmando que "não vai deixar barato" o que chama de "totalitarismo" do reitor da UFF, Antonio Cláudio Lucas da Nóbrega, e do diretor do campus de Campos dos Goytacazes, Roberto Cezar Rosendo Saraiva da Silva

Weintraub e o deputado Carlos Jordy (Reprodução/Youtube)

Um dos principais alvos do levante conservador olavista promovido pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, a Universidade Federal Fluminense (UFF) está cada vez mais estrangulada financeiramente.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Segundo o jornalista Ancelmo Góis, em sua coluna no jornal O Globo nesta quarta-feira (4), professores do departamento de Economia da universidade estão fazendo vaquinha para pagar os salários de três funcionários terceirizados que há mais de 30 anos trabalham no campus.

Nesta quarta-feira, Weintraub divulgou um vídeo em seu Twitter ao lado do deputado federal Carlos Jordy (PSL) afirmando que “não vai deixar barato” o que chama de “totalitarismo” do reitor da UFF, Antonio Cláudio Lucas da Nóbrega, e do diretor do campus de Campos dos Goytacazes, Roberto Cezar Rosendo Saraiva da Silva.

No vídeo, o parlamentar diz que Roberto Saraiva teria instaurado sindicância contra o movimento conservador Livre UFF, ligado ao bolsonarismo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum