Fórum Educação
12 de dezembro de 2019, 12h35

“Pessoal, como estou com câncer não vou poder atender vocês, tá ok?”, ironiza Bolsonaro para fugir de entrevista

Na noite desta quarta-feira (11), Bolsonaro afirmou em conversa com jornalistas no Palácio da Alvorada que “tem um possível câncer de pele", sendo desmentido pela própria Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência

Bolsonaro com Paulo Guedes e Onyx Lorenzoni (Foto: Carolina Antunes/PR)

Após divulgar fake news sobre um “possível câncer de pele” e ser desmentido pela própria Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência, Jair Bolsonaro usou o caso de forma irônica para driblar jornalistas e evitar entrevista.

“Pessoal, como estou com câncer não vou poder atender vocês, tá ok?”, ironizou Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada na manhã desta quinta-feira (12).

Na noite desta quarta-feira (11), Bolsonaro afirmou em conversa com jornalistas no Palácio da Alvorada que “tem um possível câncer de pele”. “Tenho pele clara, pesquei muito na minha vida, fiz muita atividade. Então, a possibilidade de câncer de pele existe”, afirmou. “Tiraram (o sinal), me cutucaram, furaram. Eu dormi. Eu estava tão cansado que deitei na maca e dormi”, completou.

No início da tarde, o capitão da reserva foi submetido a um procedimento no Hospital da Força Aérea Brasileira, em que foi retirada uma pinta de sua orelha.

Após a declaração, a Secom divulgou nota desmentindo o próprio presidente sobre a possibilidade de ele estar com um câncer de pele. “O presidente Jair Bolsonaro esteve nesta tarde, em Brasília, no Hospital da Força Aérea Brasileira, onde passou por avaliação médica dermatológica. O presidente apresenta boas condições de saúde, SEM QUALQUER INDICATIVO DE CÂNCER DE PELE [a caixa alta é da própria Secom] e mantém a previsão de agenda para a semana conforme programado”, diz o comunicado.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum