Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de dezembro de 2019, 06h32

Presidente de órgão vinculado ao MEC é exonerado após menos de seis meses no cargo

A função principal do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação é executar os principais projetos de financiamento da educação básica

O ministro Abraham Weintraub - Foto: Reprodução/Twitter

Com menos de seis meses no cargo de presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Rodrigo Sérgio Dias foi exonerado pelo governo de Jair Bolsonaro. O órgão é vinculado ao Ministério da Educação (MEC), de Abraham Weintraub.

A função principal do fundo é executar os principais projetos de financiamento da educação básica, como os programas de merenda escolar, transporte escolar e o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Em 2019, o orçamento previsto do fundo foi de cerca de R$ 55 bilhões.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

A exoneração foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União, nesta segunda (23). Foi nomeada para a vaga Karine Silva dos Santos, que já atuava no órgão.

O MEC divulgou uma nota, mas não informou o motivo da exoneração. Disse, somente, que “a escolha do nome [de Karine] se deu pelo perfil técnico”.

Ainda de acordo com o MEC, “a servidora pública concursada do próprio FNDE já atuou em diversos cargos de chefia importantes no órgão, desde 2009, como, por exemplo, na coordenação do Programa Nacional de Alimentação Escolar. Nos últimos seis meses, estava à frente da Diretoria de Ações Educacionais (Dirae)”.

O MEC informou, ainda, que o chefe de gabinete e o diretor financeiro do FNDE “também deixam os cargos”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum