sábado, 24 out 2020
Publicidade

Prestes a encontrar líder comunista, Bolsonaro diz que a China é um país capitalista

Em visita a China, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta quinta-feira (24) que não tinha nenhum constrangimento ao ser questionado por repórteres sobre seu encontro com o presidente chinês Xi Jiping, secretário-geral do Partido Comunista. Bolsonaro justificou que estava em um “país capitalista”.

No início deste mês de outubro, a China comemorou 70 anos da revolução comunista, iniciada por Mao Tsé Tung.

O presidente ainda disse que não vai se envolver na guerra comercial entre China e Estados Unidos. “Não é briga nossa”, afirmou. “Queremos nos inserir sem qualquer viés ideológico nas economias do mundo”, acrescentou.

Em sua última visita ao país, dessa vez acompanhado dos filhos, Bolsonaro reproduziu um discurso diferente sobre o país. Na época, ele afirmou  que “a China não estava comprando no Brasil, mas comprando o Brasil”.

Os comentários provocaram mal-estar no governo chinês, mas aos poucos as relações foram se normalizando depois Bolsonaro tomou posse. Em maio, o vice-presidente Hamilton Mourão visitou a China e ajudou a colocar panos quentes na relação entre os dois países.

Com informações da Folha de S.Paulo.

 

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.