Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de agosto de 2019, 18h47

PT cobra investigação da PGR em caso que envolve clã Bolsonaro e pode levar a impeachment no Paraguai

"Não fosse a denúncia de técnicos da estatal ANDE, um esquema corrupto de negócio já estaria em andamento. Na prática, o acordo foi concebido por agentes privados diretamente interessados no negócio, para enriquecerem às custas dos dois Estados", diz o PT em nota sobre controverso acordo de Itaipu

Bolsonaro e Mario Abdo (Foto: Marcos Corrêa/PR)

O Partido dos Trabalhadores (PT) apresentou nesta terça-feira (6) um pedido de investigação à Procuradoria-Geral da República (PGR) do caso de Itaipu, que levou a uma grave crise política no Paraguai. O partido abriu representação contra o presidente Jair Bolsonaro, o chanceler Ernesto Araújo e o diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, general Joaquim Silva e Luna. O caso gerou abertura de processo de impeachment no país vizinho.

A suspeita do partido é de que “por trás do sigilo da negociação haveria o interesse de favorecer a empresa Léros Comercializadora, de São Paulo, que seria ligada à família de Bolsonaro”. O escândalo gerou a renúncia do chanceler paraguaio, Luis Castiglioni, e de três autoridades do governo, incluindo o diretor da estatal elétrica Ande, Pedro Ferreira.

Impeachment no Paraguai

Nesta terça-feira, partidos de oposição apresentaram pedido de impeachment contra o presidente Mario Abdo e seu vice. Apesar da polêmica, é possível que Abdo se safe, devido a um acordo com o movimento Honra Colorada, um racha do Partido Colorado, de Abdo, feito após Brasil e Paraguai terem cancelado o polêmico contrato de Itaipu. O governo de Jair Bolsonaro considera o possível impeachment um “golpe” e pretende proteger o aliado.

O PT alerta que, apesar do acordo ter sido cancelado, se não fosse a denúncia de técnicos da estatal ANDE e a divulgação dos termos secretos do contrato por parte da imprensa paraguaia, “um esquema corrupto de negócio já estaria em andamento”. “Na prática, o acordo foi concebido por agentes privados diretamente interessados no negócio, para enriquecerem às custas dos dois Estados”, diz nota da bancada da sigla.

Confira na íntegra a representação apresentada pelo partido


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum