Com notícia da Record, Bolsonaro comemora nota das Forças Armadas: “Ao lado da Lei”

"Mais uma vez esse grupo se apega a fakenews para distorcer os fatos e criar sua narrativa. Mas a verdade sempre aparece", escreveu Omar Aziz, que foi atacado na nota, nas redes sociais

Pelas redes sociais, Jair Bolsonaro (Sem partido) comemorou a nota em que o Ministério da Defesa e a cúpula das Forças Armadas buscam intimidar o presidente da CPI do Genocídio, senador Omar Aziz (PSD-AM) após declaração feita durante o depoimento do ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias.

“As Forças Armadas ao lado da Lei, da Ordem, da Democracia, do respeito ao povo brasileiro e da nossa Sagrada Liberdade. Boa noite a todos”, publicou Bolsonaro no Facebook, compartilhando um vídeo do Jornal da Record com a nota dos militares.

Em sua fala, Aziz disse que alguns militares devem estar “envergonhados” pelo envolvimento de integrantes das Forças Armadas em casos suspeitos de irregularidades no Ministério na Saúde.

No plenário do Senado, o presidente da CPI afirmou que a nota é desproporcional e representa uma tentativa de intimidação.

“Pode fazer 50 notas contra mim, só não me intimida. Porque, quando estão me intimidando, Vossa Excelência [Rodrigo Pacheco, presidente do Senado] não falou isso, estão intimidadno esta Casa. Vossa excelência não se referiu à intimidação que foi feita”, disse.

Nas redes sociais, Aziz reiteirou a tentativa de intimidação e colocou textualmente o que falou na CPI.

“Estão tentando distorcer minha fala e me intimidar. Não aceitarei! Não ataquei os militares brasileiros. Disse que a parte boa do Exército deve estar envergonhada com a pequena banda podre que mancha a história das forças armadas”, tuitou.

“Mais uma vez esse grupo se apega a fakenews para distorcer os fatos e criar sua narrativa. Mas a verdade sempre aparece”, emendou.

Publicidade

Notícias relacionadas

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR