O que o brasileiro pensa?
19 de abril de 2020, 14h04

Rosangela Moro funda ONG com seu nome: Instituto Rosangela Moro

Advogada, esposa do ministro Sergio Moro atuou como procuradora jurídica da federação das APAEs e, em 2017, fez lobby no congresso por aprovação de projeto que cria um “fundo de reserva” nas parcerias entre a administração pública e organizações da sociedade civil

Rosangela e Sergio Moro (Reprodução )

Rosangela Moro, esposa do ministro da Justiça, Sergio Moro, lançou nas redes sociais uma Organização Não-Governamental (Ong) com um nome que reflete o narcisismo e a vontade de ocupar o posto de primeira-dama em um futuro próximo.

“No meio do caos o @institutorosangelamoro nasceu para fazer diferença e mostrar resultados”, escreveu em publicação no Instagram neste sábado (18), com logotipo e o slogan: “Mais oportunidades, menos diferenças”.

O “Instituto” já tem página na rede social, lançada também neste sábado.

“Hoje nasce o Instituto Rosangela Moro, organização sem fins lucrativos que tem por objetivo impulsionar projetos de impacto social que melhorem de forma significativa a vida dos brasileiros. Temos tanto a fazer, não é mesmo? Assim, inspirados pela energia do nosso povo, vamos trabalhar para transformar nossa realidade, fazendo a ponte entre os que nutrem os projetos com recursos e aqueles que os nutrem com trabalho”, diz a primeira das seis publicações da página.

Advogada, Rosangela Moro foi procuradora jurídica da Federação Nacional das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Fenapaes) e fez lobby no Congresso Nacional junto com o senador Álvaro Dias para tentar aprovar um projeto de lei que cria um “fundo de reserva” nas parcerias entre a administração pública e organizações da sociedade civil, “a ser utilizado para atender a situações emergenciais, imprevistas ou imprevisíveis”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum