Saiba quem é Richard Rasmussen, embaixador do turismo de Bolsonaro e acusado de crimes ambientais e tráfico de animais

Biólogos questionam as práticas usadas pelo apresentador, pois, segundo os especialistas, a forma de abordagem praticadas por ele acarretava estresse aos animais

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou nesta sexta-feira (2) o nome do biólogo e apresentador de programas de TV, Richard Rasmussen, como embaixador do turismo no Brasil.

Após a indicação, Rasmussen disse querer ajudar o país a “fortalecer o ecoturismo para além do eixo-vicioso do Brasil”, em referência a localidades como florestas tropicais e o Pantanal.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

O biólogo, no entanto, é acusado por crimes ambientais, maus tratos  e tráfico de animais. Em 2005, o Ibama fechou um criadouro mantido por ele em Carapicuíba, interior de São Paulo, desde 1999.

“A equipe do Ibama autuou o proprietário do local, Richard Rasmussen, em R$ 8.500 por encontrar animais sem a documentação legal necessária. Outras multas, de aproximadamente R$ 280 mil, já haviam sido aplicadas em 2002 pelo mesmo motivo”, afirmou a reportagem da Folha publicada em 13 de julho de 2005.

Matéria publicada pelo Estadão, em 2010, acusa Rasmussen de torturar os animais para divulgação em programas de TV. Biólogos entrevistados na reportagem questionam as práticas usadas pelo apresentador. Segundo os especialistas, a forma de abordagem praticadas por ele acarretava estresse aos bichos.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR