Entrevista exclusiva com Lula
04 de novembro de 2019, 19h33

Secom publica nota de repúdio contra Globo

Secretaria de Comunicação volta a extrapolar funções para defender o presidente Jair Bolsonaro

Foto: Reprodução/Facebook

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República usou as redes sociais para divulgar uma nota de repúdio contra a TV Globo após carta de Ali Kamel à redação ser divulgada. O diretor da central Globo de jornalismo insinuou que o governo tramou uma armadilha contra a emissora no caso Marielle Franco. Essa é a segunda vez que o órgão ataca a emissora, em razão da reportagem sobre o possível envolvimento de Jair Bolsonaro na morte da vereadora.

“É lamentável que a TV Globo considere motivo de comemoração a veiculação de matéria que, sob o verniz de jornalismo imparcial, somente leva desinformação aos brasileiros. Caso a emissora tivesse realmente pautado seu trabalho pela imparcialidade, rigor na apuração e profundidade de investigação, não teria levado ao ar matéria tão frágil do ponto de vista jornalístico”, diz trecho da nota publicada pela Secom.

Mais uma vez, o órgão usa o Twitter para defender o presidente Jair Bolsonaro, extrapolando suas atribuições. Não é função da Secretaria Especial de Comunicação Social preservar ou proteger o presidente de acusações que apontam seu suposto envolvimento em crimes, como assassinatos.

“A história que um dos suspeitos de matar a vereadora Marielle Franco foi à casa do presidente Jair Bolsonaro no dia do crime não tem fundamento. O presidente estava em Brasília. É impossível ele ter recebido alguém, no mesmo horário, em sua casa no Rio. #BolsonaroEstamosContigo”, dizia a postagem da Secom feita na terça-feira.

Resposta a Ali Kamel

A publicação é endereçada a Ali Kamel, que contou, nesta segunda-feira, detalhes da apuração sobre o depoimento do porteiro do condomínio Vivendas da Barra envolvendo Jair Bolsonaro e insinua que a Globo teria sido vítima de uma armação, um conluio feito entre aliados próximos e o advogado Frederick Wassef. O objetivo seria destruir a reputação da emissora.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum