Sem opções “técnicas”, Bolsonaro estuda colocar Major Vitor Hugo, do PSL, no Ministério da Educação

Formado na Academia Militar das Agulhas Negras, o deputado, líder do governo na Câmara, teria mestrado em Operações Militares e também fez o curso de paraquedista do Exército, a exemplo de Bolsonaro

Sem nomes técnicos e pressionado pela chamada ala ideológica do governo, doutrinada por Olavo de Carvalho, Jair Bolsonaro estuda colocar no comando do Ministério da Educação o deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), líder do governo na Câmara.

O parlamentar teria sido sondado durante um almoço com Bolsonaro nesta segunda-feira (6), onde o assunto foi a educação.

“Ele me perguntou se eu toparia, caso ele me escolhesse, e eu disse que sim”, confirmou o deputado ao blog de Cristiana Lôbo, no portal G1.

Formado na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), o deputado teria mestrado em Operações Militares pela Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO) do Exército e também fez o curso de paraquedista na força, a exemplo de Bolsonaro.

Desde a saída de Abraham Weintraub, Bolsonaro chegou a indicar Carlos Alberto Decotelli, que ficou apenas cinco dias no cargo e sequer tomou posse devido a inconsistências no currículo.

O presidente então convidou o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, que, ao ser bombardeado pela ala ideológica do governo, anunciou pelas redes sociais que recusara o convite.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.