quarta-feira, 30 set 2020
Publicidade

Sob Bolsonaro, Brasil é alvo de proposição de inquérito na ONU pela primeira vez na democracia

Relator da ONU, Baskut Tunkat que Conselho de Direitos Humanos abra uma investigação sobre as políticas ambientais e de direitos humanos do governo Bolsonaro

O governo Jair Bolsonaro pode levar o Brasil a um “feito” inédito em período democrático: ser alvo de um inquérito na Organização das Nações Unidas.

Segundo a coluna de Jamil Chade, no portal Uol nesta quarta-feira (16), o fato de haver uma recomendação oficial, que foi proposta pelo relator especial da ONU (Organização das Nações Unidas), Baskut Tunkat, responsável pelos temas de resíduos tóxicos e direitos humanos, já é um fato inédito durante o regime democrático.

A proposição de Tunkat pede que Conselho de Direitos Humanos da ONU abra uma investigação sobre as políticas ambientais e de direitos humanos do governo Bolsonaro.

Para que o inquérito seja instalado, os governos teriam de apresentar um projeto de resolução e aprovar a proposta por voto da maioria.

Apesar de ser difícil a aprovação para a instauração da investigação, a recomendação mostra uma crise diplomática do Brasil na ONU.

Tunkat esteve no Brasil no final de 2019 e teria constatado violações ambientais e de direitos humanos. Ele concluiu o mandato e o informe será apresentado por Marcos Orellana, que o substituiu.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.