#Fórumcast, o podcast da Fórum
31 de agosto de 2019, 18h32

Tocaia: Garimpeiros atiram em equipe do Ibama durante operação em área indígena no Pará

Os fiscais do Ibama destruíram duas retroescavadeiras e três motores utilizados no garimpo; ninguém ficou ferido na operação

Foto: Vinicius Mendonça/Ibama/Arquivo

O estímulo à violência preconizado pelo governo de Jair Bolsonaro legitima ações como a que ocorreu na Terra Indígena Ituna/Itatá, em Altamira, no Pará. Uma equipe de fiscalização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) foi alvo de tiros por parte de garimpeiros durante operação de fiscalização.

Integrantes da Polícia Federal e da Força Nacional de Segurança Pública, que davam apoio à operação, revidaram. Ninguém ficou ferido na troca de tiros.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Os garimpeiros, que se esconderam na mata com a chegada dos fiscais, não foram presos.

Os fiscais do Ibama destruíram duas retroescavadeiras e três motores utilizados no garimpo, segundo informações do coordenador do órgão, Hugo Loss, responsável pela operação.

Desmatamento

“Eles (garimpeiros) se esconderam no mato e dispararam contra a equipe”, disse Loss à Reuters. Conforme o coordenador, o desmatamento tem aumentado significativamente na região, principalmente nessa reserva indígena que teve 10% de sua área desmatada somente em 2019, desde que Bolsonaro assumiu.

O presidente afirmou inúmeras vezes que não assinará a demarcação de nenhuma nova área indígena em seu governo. Ele defendeu na manhã de sexta-feira (30) a revisão das demarcações já feitas, apontando suspeitas de fraudes, sem dar detalhes, como costuma fazer.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum