Um dia depois de adular Bolsonaro na Itália, ministro participa de ato sem máscara em Pernambuco

Gilson Machado, do Turismo, representou o Brasil na Conferência da Cultura e se gabou de "calar o G20" com discurso pró política de devastação ambiental do governo Bolsonaro: "66% do território brasileiro se encontra do mesmo jeito que estava quando Jesus veio à Terra"

Um dia depois de bajular Jair Bolsonaro (Sem partido) na primeira Conferência dos Ministros da Cultura do G20, na Itália, Gilson Machado Neto, ministro do Turismo, participou sem máscara de um ato em favor do voto impresso em Boa Viagem, em Pernambuco neste domingo (2).

Bolsonaro volta a ameaçar democracia em discurso transmitido para manifestação; veja vídeo

No ato, Machado circulou entre apoiadores do presidente, na maioria sem máscaras, e publicou vídeos e fotos nas redes sociais.

Na Itália, Machado esteve ao lado de seu subordinado no tema da cúpula – o secretário de Cultura Mário Frias Filho – já que o Brasil não tem um ministério para a pasta.

Nas redes sociais, se gabou de seu discurso, dizendo que “calei todos no G20” com sua declaração focada principalmente da defesa da política de devastação ambiental promovida pelo governo Bolsonaro – que é criticada em todo o mundo.

“Muitas pessoas não sabem, mas 66% do território brasileiro se encontra do mesmo jeito que estava quando Jesus veio à Terra. 84% da Amazônia brasileira… Isso é um tabu aqui. Alguém aqui já esteve na Amazônia? Alguém já esteve na Amazônia? 84% da Amazônia brasileira está do mesmo jeito que estava quando Jesus veio à Terra”, disse Machado na cúpula.

“Apesar de todo o forte trabalho realizado pelo governo Bolsonaro para a proteção do meio ambiente, nós estamos sempre nas manchetes da imprensa, especialmente na Europa”, reclamou.

Em relação à cultura, Machado afirmou que “o Brasil tem priorizado no momento a reforma de igrejas e monumentos históricos e culturais”.

Publicidade
Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR