O que o brasileiro pensa?
14 de junho de 2020, 10h37

Weintraub já pediu duas vezes auxílio-mudança: total de R$ 51 mil

Ministro da Educação de Jair Bolsonaro, que assumiu o cargo em abril do ano passado, já teria se beneficiado duas vezes do penduricalho, segundo jornalista da Globo

Abraham Weintraub. (Foto: Reprodução/Twitter)

Há pouco mais de um ano como Ministro da Educação de Jair Bolsonaro, Abraham Weintraub já recebeu duas vezes o auxílio-mudança, penduricalho pago ao primeiro escalão do governo para aqueles que precisam se mudar de casa ou cidade, segundo informações de Lauro Jardim na edição deste domingo (14) do jornal O Globo.

No total, Weintraub recebeu R$ 51 mil, segundo o jornalista, de um dos muitos benefícios pagos aos integrantes do governo – e que foi alvo de críticas do ministros na fatídica reunião do dia 22 de abril, em ele também pediu a prisão dos magistrados do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em fevereiro, reportagem de Luísa Fragão na Fórum revelou que o ministro usou o nome da Escola Paulista de Política, Economia e Negócios da Universidade Federal de São Paulo (EPPEN-Unifesp) em um centro de estudos dele para fechar contrato de R$ 45 milhões com o governo de Goiás.

O Centro de Estudos em Seguridade (CES), uma organização não governamental (ONG) que foi acusada de usar de forma irregular o logotipo da universidade federal, tem como sócios, além de Abraham, o irmão Arthur Weintraub, e o professor Ricardo Hirata Ikeda, que foi responsável direto pela aprovação do atual ministro na controversa banca que o tornou professor da Unifesp.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum