domingo, 20 set 2020
Publicidade

Boulos anuncia novo processo contra Augusto Nunes após ser chamado de “estuprador do direito de propriedade”

O líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, anunciou pelo Twitter, nesta terça-feira (11), que entrará com um novo processo contra o jornalista Augusto Nunes.

Isso porque, em um artigo publicado no portal R7, Nunes teceu críticas à candidatura de Boulos à prefeitura de São Paulo pelo PSOL e se referiu ao político como “estuprador de direito de propriedade”.

“Boulos é mais que um candidato. É uma ameaça”, escreveu o jornalista.

Leia também – Boulos dá invertida em Augusto Nunes: “Pra quem faz jornalismo rola-bosta, ser professor deve ser ‘vadiagem’”

O psolista, então, respondeu anunciando novo processo. “O jornalista rola-bosta Augusto Nunes deixa mais uma vez sua marca de baixeza. A Record se prestar a isso é lamentável, ainda que não surpreendente. Vai tomar mais um processo, o terceiro. Já me deve R$20 mil de indenização por espalhar Fake News. Espera a intimação, Augusto!”, escreveu.

Apoio de petistas

Apesar do PT contar com a pré-candidatura de Jilmar Tatto para a prefeitura da capital paulista, Boulos vem conseguindo angariar apoio de inúmeros petistas e nomes da classe artística ligados ao partido.

Nesta terça-feira, por exemplo, a atriz, ex-deputada federal e fundadora do PT, Bete Mendes, declarou apoio à chapa Boulos/Erundina. Com o gesto, Bete Mendes se junta a vários outros petistas históricos que resolveram apoiar o psolista, entre eles André Singer, ex-porta voz do governo Lula, e Celso Amorim, ex-chanceler na mesma gestão.

Além deles, artistas como Caetano Veloso e Chico Buarque, entre cerca de 300 outros intelectuais e personalidades também assinaram manifesto no mesmo sentido.

Ivan Longo
Ivan Longo
Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.