Fórumcast #20
28 de outubro de 2018, 20h14

Boulos anuncia resistência: “Entre a prisão e o exílio, nós escolhemos as ruas”

O ex-presidenciável acusou Bolsonaro de ter usado fraude e caixa 2 para ganhar a eleição e avisou que na já na terça-feira (30) a Frente Povo Sem Medo realizará manifestações em todo o país; "Jair Bolsonaro não é dono do Brasil e não vai silenciar nossas vozes"

Foto: Mídia Ninja

O ex-presidenciável Guilherme Boulos (PSOL) foi um dos primeiros políticos a se pronunciar após a confirmação da eleição de Jair Bolsonaro (PSL) à  presidência da República, na noite deste domingo (28). Em vídeo divulgado nas redes sociais, Boulos acusou o capitão da reserva de ter usado de mentiras, fraude e caixa 2 para vencer.

“Chegamos ao fim de uma eleição marcada pelo medo e ódio. Para conseguir a vitória, Jair Bolsonaro fugiu dos debates e se escondeu atrás de uma rede de mentiras no Whatsapp, na base de fraude e caixa dois. Foi o candidato da intolerância, que explorou o medo e a desilusão das pessoas. Defende a ditadura, tortura e violência como solução para os problemas. O país sai dividido e fraturado dessa eleição”, afirmou.

Boulos anunciou ainda que, diante dos riscos à democracia que um governo de Bolsonaro inspira, contribuirá para a formação de uma “frente ampla com todos aqueles que neste segundo turno souberam se colocar do lado certo da história”.

O líder do MTST ainda anunciou que haverá “resistência”. “Entre a prisão e o exílio, nós escolhemos as ruas”, disse, antes de anunciar que a Frente Povo Sem Medo realizará, já na próxima terça-feira (30), manifestações em todo o Brasil.

Veja também:  Lula pode dar entrevista para quem quiser, sem passar por autorização de Carolina Lebbos

Assista.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum