Boulos aparece em primeiro para o governo de SP em cenário com Haddad, Márcio França e Skaf, diz Atlas Político

Em um cenário sem Boulos, quem lidera é Haddad

Pesquisa do Atlas Político sobre a disputa pelo governo de São Paulo, encomendada pelo El País Brasil e divulgada nesta quarta-feira (12), aponta Guilherme Boulos (PSOL) na liderança. O psolista foi candidato à prefeitura da capital paulista em 2020 e terminou o pleito em segundo lugar após disputa com Bruno Covas (PSDB) no segundo turno.

Segundo o estudo, Boulos tem 17% das intenções de voto. Em segundo lugar consta o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf (MDB), com 16,4%. O ex-prefeito Fernando Haddad (PT) é o terceiro colocado, somando 14,6% das intenções de voto, e ele é seguido por Márcio França (PSB), que possui 12,5%.

Fecham a lista Arthur do Val (Patriota), que tem 6,9% das intenções de voto, e o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM), com 2,5%. Brancos e nulos somam 18%, enquanto 12,1% dos entrevistados não sabem ou não responderam.

Sem Haddad

Em um outro cenário simulado pelo Atlas Político, sem a candidatura de Fernando Haddad e colocando o atual governador de São Paulo, João Doria (PSDB), no páreo, Boulos dispara na liderança. O psolista aparece com 26,3% das intenções de voto, já com boa vantagem com relação ao segundo colocado, Skaf, que neste cenário soma 17,9%.

Doria aparece em terceiro lugar com 13,3% e é seguido por França (11,5%) e Arthur do Val (7,5%). Brancos e nulos somam 17,3%, enquanto 6,2% dos entrevistados não sabem em quem vão votar ou não responderam.

Sem Boulos

Já em um cenário simulado sem a candidatura de Guilherme Boulos e com o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, na disputa, quem lidera é o petista Fernando Haddad, com 25,3% das intenções de voto.

Nesta situação, o segundo lugar é de Weintraub, que soma 14,9%. Ele é seguido por Skaf (13,5%), Doria, (12,2%), França (10,4%) e Arthur do Val (6,6%). 12,2% dos entrevistados disseram que vão votar em branco ou nulo e outros 4,9% não sabem ou não responderam.

O levantamento do Atlas Político contou com 1.050 entrevistas feitas em todo o estado de São Paulo entre os dias 7 e 11 de maio. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Pelas redes sociais, Boulos comemorou o resultado não só da pesquisa Atlas como também a Datafolha que mostra Lula na liderança da disputa pela presidência da República. “A Pesquisa Atlas em SP e o Datafolha no Brasil confirmam: vamos derrotar o bolsonarismo e os tucanos em cada canto do país!”, escreveu o psolista.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.