Fórumcast, o podcast da Fórum
14 de agosto de 2019, 14h51

Boulos desmente Weintraub sobre Paulo Freire e diz que ministro é “mentiroso e desqualificado”

"Ele desinformou porque disse que em nenhum país do mundo se adota o Método Paulo Freire, posso citar vários, mas vou falar de um só, que é o que ele mais admira: Estados Unidos", afirmou Boulos

Reprodução/Twitter

O coordenador do MTST, Guilherme Boulos, participou na manhã desta quarta-feira (14) do programa Morning Show, da Rádio Jovem Pan, e aproveitou a participação para desmentir o que o ministro da Educação, Abraham Weintraub falou quando esteve no programa no dia 1º de agosto e atacou Paulo Freire.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Eu assisti à entrevista aqui no Morning Show com o Weintraub e ele mentiu. É um mentiroso. Ele desinformou porque disse que em nenhum país do mundo se adota o Método Paulo Freire, posso citar vários, mas vou falar de um só, que é o que ele mais admira: Estados Unidos. A escola de ensino médio público melhor avaliada no Massachusetts, ganho prêmio em 2014, usa o Método Paulo Freire”, afirmou Boulos.

Em sua participação no programa, o ministro da Educação atacou o pedagogo e disse que o método criado por Freire não deu certo e é usado só no Brasil, ignorando o reconhecimento por mais de 35 universidades do mundo, além do prêmio Educação para a Paz, recebido da UNESCO, em 1986 por Freire.

O comentarista Fefito ainda complementou a fala de Boulos afirmando que o método tem sido usado na Alemanha para dar aulas para refugiados. Boulos, então, contou uma experiência pessoal que teve com o modelo de Paulo Freire, quando alfabetizou crianças na Favela do Flamengo, em São Paulo, nos anos 90: “Tive ali a oportunidade de ver a sua eficácia”.

“O Paulo Freire é, ninguém menos, com Pedagogia do Oprimido, [do que o autor do] terceiro livro mais citado academicamente no mundo na área de Humanidades”, complementou.

Boulos ainda destacou das gafes de Weintraub e disse que ele não está à altura do MEC. “O Ministério da Educação é muito maior do que um cidadão desqualificado como o Weintraub”, finalizou.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum