Brasil é o segundo país no ranking do índice de mal-estar, diz FGV

Combinação de desemprego recorde e inflação alta levou o Brasil a ocupar a segunda pior taxa de desconforto socioeconômico do mundo

Levantamento realizado pelo pesquisador Daniel Duque, do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV), aponta que a combinação de desemprego recorde e inflação alta levou o Brasil a ocupar a segunda posição no ranking do índice de mal-estar entre 38 países.

A lista relaciona membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que reúne economias avançadas, e o Brasil.

A taxa de desconforto socioeconômico no Brasil chegou a 19,83% no primeiro trimestre de 2021 e só perde para a da Turquia, cujo último registro se refere ao quarto trimestre de 2020, quando chegou a 26,28%.

Logo atrás do Brasil aparecem Espanha (16,09%), Colômbia (15,63%), Grécia (14,08%) e Chile (13,42%). Quanto mais alto esse percentual, pior é a taxa.

O misery index, ou seja, o índice de mal-estar ou taxa de desconforto une a situação do mercado de trabalho ao comportamento dos preços.

Notícias relacionadas:

Com 14,8 milhões de brasileiros sem trabalho, desemprego bate recorde histórico, diz IBGE

Com desemprego recorde no Brasil, fábricas de caixões contratam funcionários por causa de demanda na pandemia

Publicidade

Desemprego bate recorde e 76,4 milhões de brasileiros acima dos 14 anos estão fora da força de trabalho

Com 5,9% de aumento, gás de cozinha tem reajuste cinco vezes maior que a inflação

Publicidade

Carne mais cara e prato vazio: IPCA dispara e inflação fica acima da meta estabelecida pelo Banco Central

Inflação: Óleo, arroz e feijão lideram altas, com aumento de mais de 50% na pandemia

O índice permite avaliar como o cidadão médio sente os efeitos da economia ao longo do tempo. Outra utilidade é avaliar a relação entre desemprego e inflação em determinada economia, já que a literatura compreende que uma boa gestão macroeconômica deve ser capaz de minimizar as duas taxas, com a possibilidade de se criar entre elas uma relação de trade-off (em que a alta de uma reduz a outra).

Com informações do Globo

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR