quarta-feira, 30 set 2020
Publicidade

Brasil está entre os 10 países do mundo que mais perderam empregos durante a pandemia

Estudo chileno aponta o país governado por Jair Bolsonaro como o oitavo da lista, ao perder 9,6% dos seus postos de trabalho. Também é o quinto mais afetado da América Latina, região com pior índice. China teve aumento do emprego

A Câmara de Comércio de Santiago do Chile publicou um estudo nesta terça-feira (15) mostrando que a América Latina é a região onde a crise sanitária pela pandemia do coronavírus causou mais desemprego, e que o Brasil é um dos países que mais colaboram para esta triste realidade.

O estudo coloca o país governado por Jair Bolsonaro como o oitavo mais afetado do mundo no aspecto do trabalho, entre os meses de março e julho deste ano: 9,6% dos postos de trabalho no Brasil foram perdidos nesse período.

Os números também indicam que o Brasil é o quinto pior da América Latina. A região tem os três primeiros colocados do ranking: o Peru perdeu 39,2% dos empregos, a Costa Rica perdeu 21% e o Chile perdeu 20,9%. A Colômbia, com 12,4%, está em quinto lugar.

A lista dos dez primeiros é completada pelos Estados Unidos, que perderam 8% dos empregos, e pela Argentina, que perdeu 6,5%.

Em compensação, o estudo mostra que oito países registraram aumento do número de empregos no mesmo período. O caso mais significativo é o da China, o que apresenta maior aumento, com 9,5% de novos empregos criados, número impressionante para o país que começou o ano como epicentro do coronavírus.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).